Love – Psicologia Wiki, Psicologia do Livro de amor.

Love – Psicologia Wiki, Psicologia do Livro de amor.

Love - Psicologia Wiki, Psicologia do Livro de amor.

Ame E QUALQUÉR hum de Uma série de Emoções e Experiências Relacionadas com hum Sentimento de afeição forte [1] e fazer apego. A Palavra de amor PODE referir-se a Uma Variedade de Diferentes Sentimentos, ESTADOS, e atitudes, variando de prazer Genéricos ("Eu amei ESSA Refeição") A Uma intensa Atração interpessoal ("eu amo meu namorado"). This Diversidade de OSU e significados, combinada com a Complexidade dos Sentimentos envolvidos, Faz Com que o Conceito de amor invulgarmente Difícil de Definir de forma consistente, MESMO em Comparação com Outros Estados emocionais.

Como hum Conceito Abstrato, de amor geralmente se, comunique um Sentimento profundo hum, inefável macia fazer Inquietação parágrafo Uma Outra Pessoa. MESMO ESSA Concepção limitada de amor, não entanto, a Abrange Uma Riqueza de Sentimentos Diferentes, a Partir do Desejo apaixonado e Intimidade do amor romântico à Proximidade emocional NÃO sexual do amor familiares e platônico [2] Para uma Unidade profunda UO uma devoção fazer religioso de amor . [3] Varias O amor em SUAS Formas Como idade hum Importante facilitador das Relações interpessoais e, devido à SUA importancia psicológica central, e Um dos Temas Mais Comuns NAS Artes Criativas.

Conteúdo

definições Editar

Museu de Antropologia em Xalapa, Veracruz, México.

A Palavra Inglês "de amor" PODE ter Uma Variedade de significados Relacionados, mas Distintos em Diferentes Contextos. MUITAS vezes, OUTRAS Línguas Usam Varias Palavras parágrafo expressar Alguns dos Diferentes Conceitos Que confia principalmente em Inglês "de amor" a encapsular; hum Exemplo E uma pluralidade de Palavras Gregas Pará "amar." Como Diferenças Culturais em conceituar de amor, Assim, TORNA-lo duplamente Difícil estabelecer Uma Definição universal. [4]

Impessoal Editar de amor

UMA PESSOA PODE Ser dito para amar hum país, o Princípio, OU Objetivo, se they valorizam Muito e estao Profundamente comprometidos com Ele. Da MESMA forma, compassivos Divulgação e Voluntários Trabalhadores ‘ "de amor" de SUA causa PoDE vezes POR, ser suportado NÃO de amor interpessoal, mas o amor impessoal juntamente com altruísmo e fortes convicções policies. Como PESSOAS PODEM TAMBÉM "de amor" Objetos materiais, animais UO Actividades se Investir-se na Ligação Ou de Outra forma se identificar com essas Coisas. Se a paixão TAMBÉM ESTÁ sexual envolvido, ESTA Condição E Chamada parafilia. [6]

Interpessoal Editar de amor

de amor interpessoal REFERÊ-se Ao de amor Entre OS Seres Humanos. E Um Sentimento Mais potente fazer that Uma simples gosto Pará Outro. de amor NÃO correspondido REFERÊ-se AOS Sentimentos de amor Que Não São recíprocos. de amor interpessoal e Mais Associado com como Relações interpessoais. Tal de amor PODE Existir Entre OS Membros da Família, amigos e Casais. Há also Uma série de Distúrbios Psicológicos Relacionados Ao de amor, Como erotomania.

Ao Longo da História, Filosofia e Religião TEM Feito o Mais especulações Sobre o fenómeno do amor. Não Último Século, a Ciência da psicologia TEM Escrito Muito Sobre o ASSUNTO. Nos Últimos anos, como Ciências da psicologia evolutiva. evolutiva biologia. antropologia. neurociência. e Biologia TEM acrescentado parágrafo a Compreensão da Natureza e Função do amor.

Editar base de química

Visão Simplificada da química de base do amor.

modelos Biológicos fazer sexo tendem a ver o amor Como Uma Unidade de Mamíferos, Bem Como fome OU sede. [7] Helen Fisher. hum dos MAIORES Especialistas não ASSUNTO do Amor, dividir uma Experiência do Amor em Tres Fases, se sobrepõem: a luxúria, Atração e Fixação. Lust expõe como Outros OS PESSOAS Pará; Atração romântica encoraja como PESSOAS uma concentrar A SUA Energia Sobre o acasalamento; e apego ENVOLVE tolerar o cônjuge (OU MESMO à Criança) o ritmo Suficiente parágrafo CRIAR UM filho parágrafo a Primeira Infância.

A luxúria E o Desejo sexual apaixonado inicial Que Promove o acasalamento. e ENVOLVE o aumento da Libertação de substancias Químicas, Tais Como a testosterona EO estrogênio. ESSES Efeitos raramente Duram MAIS de algumas Semanas meses UO. Atração E o Desejo Mais individualizado e romântico parágrafo hum candidato Específico Para o acasalamento, Que se DESENVOLVE A Partir de luxúria Como o Compromisso NUMA Formas companheiro indivíduos. Estudos Recentes em neurociência TEM Indicado Que, Como, como PESSOAS se apaixonam, O cerebro de-forma consistente libera UM Determinado Conjunto de Produtos Químicos, feromônios incluíndo. dopamina. norepinefrina. e serotonina. Que actuam de hum MoDo semelhante Às anfetaminas. estimulando centro de prazer do Cérebro e Levando um Efeitos colaterais Como aumento da Frequência Cardíaca. Perda de apetite e sono, e hum intenso Sentimento de excitação. A Pesquisa indicou that this fase dura, geralmente, A Partir de Uma e meia a Três ano. [8]

Desde OS Estágios luxúria e Atração São Ambos considerados temporários, Uma Terceira etapa E necessaria Para explicar Relacionamentos de Longo Prazo. O apego E a Ligação Que Promove Relacionamentos duradouros POR MUITOS ano e Até MESMO Décadas. Apego E geralmente baseada EM Compromissos, Como Casamento e Filhos. UO na amizade Mútua com base de em Coisas Como Interesses Compartilhados. ELE TEM SIDO Associada a níveis Mais Elevados de Produtos Químicos da oxitocina e vasopressina um hum grau Maior do que no Prazo Curto como Relações TEM. [8]

Uma molécula de proteína conhecida Como Fator de Crescimento neural (NGF) TEM níveis Elevados when como PESSOAS se apaixonam, mas Estes retorno AOS níveis Anteriores APOS hum ano. [9]

base de Editar psicológica

Algumas autoridades Ocidentais desagregar-se em Duas Componentes principais, o altruista EO narcísico. Este Ponto de vista E representado NAS Obras de Scott Peck. Cujo Trabalho no Campo da exploraram Psicologia Aplicada como definições de amor e fazer mal. Peck Afirma Que o amor é Uma Combinação fazer "Preocupação com o Crescimento espiritual de Outra," e simples narcisismo. [13] Em Combinação, o amor é hum Atividade. NÃO Simplesmente hum Sentimento.

aproxima psicológica Editar

Platônico Editar de amor

No Século IV aC, o filósofo Grego Platão [428-347BC], discípulo de Sócrates e mestre de Aristóteles. posicionada uma Visão de that never Iria amar uma pessoa em SUA totalidade Dessa pessoa, Porque nenhuma pessoa representação BONDADE OU Beleza na totalidade. Em Um certo Nível, uma pessoa NEM Sequer amar uma pessoa em Tudo. Em vez Disso, se ama Uma abstração UO uma Imagem das Melhores qualidades da pessoa. Platão Nunca considerou Que seria amar uma pessoa POR SUAS qualidades unicas, Porque como ideias São abstrações that NÃO variam. Não é amor NSA, ASSIM, PROCURAR A Melhor Forma de Realização de Uma Verdade universal em uma pessoa, em vez fazê-that um de Uma Verdade idiossincrática. [1]

Uma de amor Busca por Editar

A Cristalização Editar

Em 1822 classic no amor escritor Francês Stendhal descreve OU COMPARA o “nascimento do amor”, não Qual o Objeto de amor é cristalizado na mente, Como Sendo hum Processo semelhante OU analoga a Uma viagem parágrafo Roma. Na analogia, a Cidade de Bolonha representação indiferença e Roma representação Amor Perfeito.

Representação de de Stendhal "Cristalização" No processo de se apaixonar

QUANDO Estamos em Bolonha, Que São Totalmente indiferentes; NÃO Estamos preocupados parágrafo admirar em QUALQUÉR Modo particular, uma pessoa com quem de vamos TALVEZ Um Dia Ser loucamente apaixonada; AINDA Menos E A Nossa Imaginação inclinados a superestimar o Seu valor. Em Uma Palavra, em Bolonha “Cristalização” Ainda NÃO começou. QUANDO um comeca Viagem, afasta de amor. Um Deixa Bolonha, sobe Apeninos. e toma uma Estrada para Roma. A partida, de according com Stendhal, nada Não Tem um ver com a Própria Vontade; E Um momento instintivo. Este Processo de Transformação Atua em TERMOS de Quatro ETAPAS Ao Longo de Uma viagem:

  1. Admiração – Uma maravilha com como qualidades do Amado.
  2. Reconhecimento – Percebe o carinho Regresso da pessoa encantadora.
  3. Esperança – Um vislumbra Ganhar o amor da pessoa amada.
  4. Deleite – Um exulta não sobrevalorizar A beleza e mérito da pessoa Que ELE OU ELA ama.

modelos Fórmulas Editar

Amor = Sexo + Amizade

Embora MUITOS NÃO Encontrar hum according perfeito com ESTA fórmula, e Um dos Mais referenciados. [2] [3]

limerência Editar

Lovemaps Editar

Teoria triangular do amor Editar

Em 1986, o psicólogo Robert Sternberg publicou Seu Famoso Teoria triangular do amor Dentro Psychological Review, Que postulava Uma Interpretação geométrica do amor. De according com a Teoria triangular, o amor TEM Três Componentes: [4]

  1. Intimidade – Que Engloba OS Sentimentos de Proximidade, Ligação e bondedness.
  2. Paixão – Que Engloba como unidades Que levam Ao romance, Atração física, e consumação sexual.
  3. Decisão / Compromisso – Que Engloba, não Prazo Curto, uma decisão de that se ama Outra, e, a Prazo Longo, o Compromisso de Manter Esse galeria.

A “Quantidade” de amor Que se experimenta Depende da Força absoluta Desses Três Componentes; o “tipo” de amor Que se experimenta Depende de SEUS Pontos Fortes em relaçao Ao Outro. Os Três Componentes, pictoricamente colocados Nos vértices de hum triângulo, interagem UMAs com como OUTRAS e com como Acções Que produzem e com como Acções Que OS produzem, de Modo uma Formar Sete Tipos Diferentes de Experiências de amor:

O * Tamanho das funcoes triângulo Para representar a Quantidade de amor – Quanto Maior o triângulo Maior E o amor. A forma das funcoes de triângulos Para representar o tipo de amor, that Tipicamente varia Ao Longo do Curso da Relação: passion-Estágio (Triângulo deslocou-Direita), Intimidade-stage (Apex-triângulo), Compromisso de Estágio (Triângulo Esquerdo deslocado), Tipicamente. Dos sete Variedades de amor, o amor consumado E teorizado Para Ser Que o amor Associado com o “casal perfeito”. Normalmente, OS Casais VAO Continuar a ter sexo grande quinze ano UO Mais PARA O Relacionamento, Eles Não PODEM Imaginar-se feliz a Longo Prazo com QUALQUÉR Outra pessoa, enguias Resistir um SUAS poucas tempestades graciosamente, e each prazer na Relação com o Outro. [5]

Amor Estilos Editar

Susan Hendrick e Clyde Hendrick desenvolveram Uma Escala Amores atitude de base com na Teoria Chamada Estilos Amor de John Alan Lee. Lee identificou SEIS Teorias Básicas Que como PESSOAS Usam em SUAS Relações interpessoais:

  1. Eros (de amor romântico) – um amor apaixonado física com base de na aparencia física e beleza.
  2. Ludus (Jogos) – o amor é Jogado Como hum Jogo; amor é brincalhão; MUITAS vezes ENVOLVE POUCO OU Nenhum comprometimento e prospera em "Conquistas".
  3. Storge (de amor companheiro) – um amor afetuoso Que se DESENVOLVE Lentamente, base com na similaridade e amizade.
  4. Pragma (de amor pragmática) – inclinação parágrafo Escolher hum Parceiro com base de criterios em Práticos e racionais Onde Ambos Serao Beneficiados com a Parceria.
  5. Mania (de amor possessivo) – amor Altamente emocional; Instável; o estereótipo do amor romântico; SUAS Características incluem inveja e Conflito.
  6. Agape (de amor altruista) – amor altruista altruista; espiritual

O Hendricks descobriu Que OS Homens tendem a Ser Mais lúdico e maníaca, enquanto as Mulheres tendem a Ser storgic e pragmática. baseados Relacionamentos EM Estilos de amor semelhantes were encontrados parágrafo durar Mais Tempo.

Fases Editar

Em 1992, uma antropóloga Helen Fisher. em Seu Livro o Inovador Anatomy of Love. postulou Três principais Fases do amor:

Geralmente vai o de amor Começar na luxúria fase, forte na paixão, mas fraco EM página Outros Elementos. O princípio motivador, fase Nesta, E o instinto básica sexual. Aparencia, cheiros e Outros Fatores semelhantes desempenhar UM papel decisivo na Seleção de Parceiros em potencial. No entanto, com o Passar do Tempo, Os Outros Elementos PODEM Crescer e paixão PODE encolher – ISSO DEPENDE individuo. Entao, O Que comeca Como paixão UO de amor Vazio PODE Muito Bem tornar-se hum dos Tipos Mais cheios de amor. Não Atração encenar uma pessoa Concentra SUA afeição em hum Único companheiro e fidelidade se Torna Importante.

Da MESMA forma, Quando uma pessoa TEM conhecido hum ente querido Por Um Longo tempo, enguias desenvolvem hum apego profundo Ao Seu Parceiro. De according com o uso atual Entendimento Científico do amor, ESSA Transição a Partir da Atração PARA O Anexo fase normalmente Acontece em cerca de 30 meses. Apos ritmo esse, um desaparece paixão, Mudando o amor de consumada a companionate, OU do amor romântico Ao gosto.

Comparação de modelos Científicos Editar

pontos de vista Filosóficos Editar

PESSOAS fenómenos, AO Longo da História, MUITAS vezes considerados de Como "de amor À Primeira Vista " UO "amizades instantâneas" um Ser o resultado de Uma Força incontrolável de atracção UO Afinidade. [14] Um dos Primeiros a teorizar Nesse SENTIDO foi o filósofo Grego Empédocles. que no Século 4 aC defendeu a existencia de Duas Forças, amor (philia ) Conflito E (Neikos ), Que were utilizados Para explicar como Causas do Movimento sem universo. Estas Duas Forças were Disse a misturar-se com OS Elementos Clássicos. Isto É, terra, Água, Ar, e de fogo, de tal forma Que o amor SERVIU Como o Poder de Ligação that liga como Varias contraditório da existencia harmoniosamente.

Mais tarde, Platão Interpretado Dois Agentes Empédocles Quanto Atração e repulsão. afirmando that A SUA Operação e concebida NUMA Sequência alternada. [15] A Partir Desses Argumentos, Platão originou o Conceito de "gostos atrair", Por Exemplo. Terra e atraída Pará uma terra, a agua para a Água, e fogo Para disparar. Em TERMOS Modernos, ESTA E MUITAS vezes colocada em TERMOS de "birds of a feather voam juntos".

Bertrand Russell descreve o amor Como Uma Condição de "absoluto valor", Em Oposição Ao valor Relativo. Thomas Jay Oord definir o amor Como Agir intencionalmente, Em Outros simpática parágrafo OS RESPOSTA (incluíndo Deus), parágrafo PROMOVER o Bem-Estar Geral. Oord Significa parágrafo SUA Definição de Ser adequada Para uma Religião, uma filosofia e como Ciências. Robert Anson Heinlein. hum dos Escritores de Ficção Científica Mais prolíficos do Século 20, definiu o amor em Seu romance Stranger in a Strange Land Como o Ponto de Conexão emocional Que Leva A Felicidade Do Outro Ser essencial PARA O PRÓPRIO Bem-Estar. This Definição IGNORA como Idéias da Religião e da Ciência e se Concentra Sobre o significado do amor Como ELE se relaciona com o individuo.

pontos de vista Religiosos Editar

Amor em Religiões primitivas Era Uma Mistura de devoção extática e Obrigação ritualizada um Forças Naturais idealizadas (politeísmo Pagã). [Como Referência e Link para o resumo UO texto] Religiões posteriores deslocado ênfase parágrafo Objetos indivíduos orientados abstratamente, Como Deus, a lei, Igreja e Estado (monoteísmo formalizada). Um Terceiro Ponto de vista, o panteísmo, reconhece hum estado OU Verdade distinto de (e MUITAS vezes antagônico a) a ideia de that há Uma Diferença Entre o Sujeito culto EO Objeto Adorado. O amor é a Realidade, fazer that Nós, movendo-se Ao Longo do Tempo, de forma Imperfeita interpretar-se Como Uma parte Isolada. [Como Referência e Conectar-se a o texto OU Síntese]

A Bíblia fala do amor Como hum Conjunto de atitudes e Ações Que São MUITO MAIS AMPLO fazer that o Conceito do amor Uma Como Ligação emocional. O amor é visto Como hum Conjunto de comportamentos Que a Humanidade E encorajado a Agir parágrafo fóruns. Uma E incentivado NÃO Só Para amar o Parceiro, amigos UO Até MESMO OS, mas also de amar OS Inimigos. A Bíblia descreve este tipo de amor Ativo EM 1 Coríntios 13: 4-8:

O amor é Paciente, o amor é gentil. NÃO inveja, Não Se vanglória, Não E orgulhoso. NAO E rude, NÃO E egoísta, ELE NÃO E irritado fácilmente, ELE NÃO mantem Nenhum registro de dos Erros. O amor Não Se alegra com a injustiça, mas se regozija com a Verdade. ELE sempre protegido, CRE Tudo, espera Tudo, suporta Tudo. Amor Nunca falha.

O amor romântico TAMBÉM ESTÁ Presente na Bíblia, particularmente o Cântico dos Cânticos. Tradicionalmente, este Livro TEM SIDO interpretada alegoricamente Como Uma Imagem do amor de Deus Para Israel e Pará a Igreja. QUANDO Tomado Naturalmente, vemos Uma Imagem do Casamento humano ideal: [16]

Coloque-me Como hum selo Sobre Seu Coração, Como hum selo em Seu Braço; Porque o amor é forte Como a morte, o Seu Ciúme inflexível Como uma sepultura. Ela Queima Como hum fogo ardente, Como Uma chama poderosa. Como MUITAS Águas NÃO PODEM apagar o amor; rios NÃO PODE lava-lo afastado. Se fosse Para dar a todos OS Bens de Sua Casa cabelo de amor, seria de todo desprezado.

A Passagem dodi li v’ani lo. E Isto É, "meu Amado e meu e sou eu fazer meu amado", Do Cântico dos Cânticos 2:16, e Um Exemplo de Uma citação Bíblica comumente gravadas em FAIXAS de Casamento.

O Bhagavad Gita. escritura Hindu sem Idade da Índia, Ajuda Devotos para Ver Que o amor conquista Tudo. Diz, "Sattva-pura, luminosa, e Livre de Nós pesar-se liga a felicidade e Sabedoria" (Número 6). Sattva. Traduzido Como pureza, Ajuda a ver Que evolui amor de abnegação.

visões Culturais Editar

O carater Chinês tradicional Para o amor () Consiste em hum Coração (No Meio) no interior de "aceitar", "Sentir"UO "perceber", O Que Mostra Uma graciosa Emoção.

Veja também Editar

notas Editar

  1. Oxford Illustrated Dicionário americano (1998) + Merriam-Webster Collegiate Dictionary (2000)
  2. ↑ Kristeller, Paul Oskar (1980). Renaissance Pensamento e das Artes: Ensaios recolhidos. Universidade de Princeton.
  3. ↑ Mascaró, Juan (2003). O Bhagavad Gita. Penguin Classics. (J. Mascaró, tradutor)
  4. ↑ Kay, Paul (Março de 1984). Qual É O Sapir-Whorf. American Anthropologist 86 (1): pp 65-79 ..
  5. ↑ Antiga Poesia do amor.
  6. ↑ DiscoveryHealthParaphilia .url acessado em 2007-12-16.
  7. ↑ 7,0 7,1 Lewis, Thomas; Amini, F. & Lannon, R. (2000). A Teoria Geral do Amor. Random House.
  8. ↑ 8,0 8,1 Winston, Robert (2004). Humano. Smithsonian Institution.
  9. ↑ níveis Emanuele, E. (2005) nervosas plasma do Fator de Crescimento .Raised Associados com em Estágio inicial do amor romântico. Psiconeuroendocrinologia 05 de setembro.
  10. ↑ Rubin, Zick (1970). Medição do amor romântico. Journal of Personality and Social Psychology 16. 265-27.
  11. ↑ Rubin, Zick (1973). Gostar e Amar: um Convite a Psicologia Social. New York: Holt, Rinehart & Winston.
  12. ↑ Berscheid, Ellen; Walster, Elaine, H. (1969). Atração interpessoal. Addison-Wesley Publishing Co. NCCA 69-17443.
  13. ↑ Peck, Scott (1978). A Estrada Viajou Menos. Simon & Schuster.
  14. ↑ Fisher, Helen (2004). amamos Por qué – a Natureza e Química do Amor Romântico. Henry Holt and Company. ISBN 0-8050-6913-5.
  15. ↑ Jammer, Max (1956). Conceitos de força *. Dover Publications, Inc. ISBN 0-486-40689-X.
  16. ↑ Bíblia. 8: 6-7, NVI.

Referências Editar

  • Roger Allen, Hillar Kilpatrick, e Ed de Moor, eds. Amor e Sexualidade na literatura moderna árabe. Londres, Sagi Books, 1995.
  • Shadi Bartsch e Thomas Bartscherer, eds. Erotikon: Ensaios Sobre Eros, Antigo e moderno. Chicago: University of Chicago Press, 2005.
  • Mary Baker Eddy. "Ciência e Saúde com a Chave das ESCRITURAS. 2006
  • Ehrenberg, D. B. (2001). No aperto da paixão: Amor UO vício? Em hum tipo Específico de enthrallment masoquista. Lanham, MD: Jason Aronson.
  • Helen Fisher. Porque Amamos: A Natureza e Química do Amor Romântico
  • Lust and Love: É Mais do Que a química? Editor: A Royal Society of Chemistry, ISBN 0-85404-867-7. (2006).
  • Johnson, P (2005) ‘Love, heterossexualidade e Sociedade “Routledge:. Londres.
  • Thomas Jay Oord, Ciência do Amor: A Sabedoria de Bem-Estar. Philadelphia: Templeton Foundation Press, 2004.
  • R. J. Sternberg. Uma Teoria de amor Do triangular. 1986. Psychological Review, 93, 119-135
  • R. J. Sternberg. Gostar Relação amorosa: Uma Avaliação comparativa das Teorias. 1987. Psychological Bulletin, 102, 331-345
  • Sternberg, Robert (1998). seta do Cupido – o Curso do Amor atraves do Tempo. Cambridge University Press. ISBN 0-521-47893-6.
  • Dorothy Tennov. Amor e limerência: a Experiência de Estar Não é amor. New York: Stein and Day, 1979. ISBN 0-8128-6134-5
  • Dorothy Tennov. Um Cientista Olha Não é amor romântico e o chama "limerência": Como Obras Completas de Dorothy Tennov. Greenwich, CT: The Great American Publishing Society (GRAMPS), [6]
  • Madeira, Madeira e Boyd. The World of Psychology. 5ª edição. 2005. Pearson Education, 402-403
  • Jones, Del. "Uma das Exportações dos EUA: Love, American Style" Hoje EUA. Fevereiro, 14 de 2006.

mensagens Relacionados

  • Amor de according com a psicologia

    MUITAS vezes Pensamos em “amor” como o centro do Entendimento dos Relacionamentos Românticos, Mas que NÃO É O TODO, OU, Imagem Mais Precisa. Sabemos Que o Vínculo Humanos par e São frequentemente em …

  • Como Seu amor é Definido, ama de according com a psicologia.

    Todo Mundo Quer de amor, mas NEM Todo Mundo acha. Curiosamente, Quando Você ama OU ESTÁ Não é amor, rápido Você SABE exatamente o Que É. Amor pinta A Nossa Visão do Mundo e Dá Propósito e significado …

  • Amor de according com a psicologia

    O amor é Uma Força da Natureza. Por Mais que a gente PODE Querer, Podemos Nao comandar, a demanda, or Tirar o amor, Mais do Que NÓS PODE comandar a lua e como Estrelas eo vento ea chuva parágrafo vir e …

  • Amor de according com a psicologia

    ELE Quem o amor toques NÃO anda nas Trevas. Platão Considerando Aristóteles NÃO e Tao do Interessado em de amor erótico (Eros), Como ELE E na amizade (philia), parágrafo Platão O melhor tipo de amizade é …

  • Amor de according com a psicologia

    O Tratamento filosófico do amor transcende Uma Variedade de sub-disciplinas, epistemologia incluíndo. metafísica, Religião, Natureza Humana, Política e ética. MUITAS vezes, Declarações UO Argumentos …

  • Amor de according com a psicologia

    O amor é Tão crítico parágrafo O Corpo ea mente Como o Oxigênio. NÃO E negociável. Quanto Mais Conectado rápido Você é, Mais Saudável rápido Você vai Ser tanto física Como emocionalmente. A Menos Conectado rápido Você é …