O aborto médico EO Risco …

O aborto médico EO Risco …

O aborto médico EO Risco ...

Artigo Actividade

MUITOS ESTUDOS concluíram Que o aborto Cirúrgico nenhuma Primeiro Trimestre NÃO aumenta o Risco de Gravidez ectópica, aborto espontâneo, nascimento prematuro UO de Baixo Peso Ao nascer em gestações subsequentes. 4,5 aborto médico TEM Efeitos geralmente Menores de Curto Prazo Laterais, Mais frequentemente Relacionadas com o Misoprostol (Efeitos secundarios gastrointestinais, Sentimentos de calor, OU calafrios). Complicações sepulturas, Que São raras, incluem hemorragia e endometrite, Cada hum com Uma Incidência de menos de 1%. 6 Nenhum entanto, OS Dados Sobre Efeitos OS fazer aborto médico em gestações subsequentes São escassos.

A Gravidez ectópica E a principal causa de morte relacionada com a Gravidez não Primeiro Trimestre e representação cerca de 9% de Todas como mortes Relacionadas com a Gravidez Nos Estados Unidos. 7 Um Estudo de Caso-Controle de Base populacional dos Fatores de risco Para a Gravidez ectópica 8 encontraram hum Risco significativamente aumentado de Gravidez ectópica Associado com o aborto médico, mas NÃO o aborto Cirúrgico, em Comparação com as Mulheres sem História de aborto. No entanto, o Estudo incluiu APENAS UM Pequeno Número de Mulheres Que tiveram História de aborto medicamentoso (13 Casos e Controles 11).

Tendo em Conta Que o Procedimento de aborto médico E Cada Vez Mais Utilizado em Todo o Mundo, were utilizados Dados de coorte nacional Dinamarquesa parágrafo determinar se há hum Maior Risco de Gravidez ectópica, aborto espontâneo, Baixo peso Ao nascer OU parto prematuro na Primeira Gravidez DEPOIS de hum aborto médico em Comparação com hum aborto Cirúrgico.

Métodos

Fontes de Dados

Atribuições de elegibilidade e de Grupo

Análise estatística

Resultados

O registro do aborto listados 30,349 Mulheres Que tiveram hum aborto POR Razões NÃO Médicas, Entre 1999 e 2004. Mulheres Destas, 16,883 tiveram UM OU Mais gestações Apos o aborto. No total, a estas Mulheres tiveram 17,170 gestações subsequentes, dos Quais 5170 were Excluídos da Análise Porque o aborto anterior tinha SIDO induzido Apos 9 Semanas de Gestação, 70 Porque faltavam Dados Sobre a Idade gestacional no momento do aborto, e 116 Porque o Intervalo interpartal foi de 30 dias ou Menos. Os restantes 11.814 gestações EM 11.682 Mulheres formaram A Nossa Análise de base para. Entre essas gravidezes, havia 10.018 (84,8%) Nascidos Vivos, 1486 (12,6%) abortos espontáneos, 36 (0,3%) natimortos, e 274 (2,3%) gestações ectópicas.

Tabela 1 Tabela 1 Características de Mulheres Que tiveram hum aborto induzido POR Razões NÃO Médicas, Entre 1999 e 2004 e Uma Gravidez subseqüente Entre 1999 e 2005. Mostra como Características Demográficas e Clínicas das Mulheres. OS 189 Mulheres that realizaram O ABORTO Cirúrgico APOS O ABORTO Medico falhou (6,9% das Populações de Estudo) incluidos were nenhum grupo médico-aborto. Were encontradas Diferenças significativas Entre OS grupos médico-aborto e Cirúrgico-aborto em Relação A Idade materna, Intervalo interpartal, Residência e Idade gestacional no momento do aborto, mas NÃO há Que Diz Respeito Ao Estatuto de Parceiro de coabitação Ou de Paridade.

Discussão

Embora NÓS ajustamos Nossas Estimativas parágrafo Diversas Variáveis, NÓS NÃO ajustá-los parágrafo Tabagismo materno, História de Doenças sexualmente Transmissíveis, OU A História de Gravidez ectópica, Uma Vez Que como INFORMAÇÕES Sobre essas Variáveis ​​NÃO estava available nsa NOSSOS Bancos de Dados. Considerando that each hum Desses Fatores TEM SIDO Associada a hum aumento faz risco de Gravidez ectópica, 7,15 NÃO TEMOS Conhecimento de quaisquer Dados that sugerem Que estas Variáveis ​​estao Associadas com uma ESCOLHA (OU Recomendação do médico) fazer Método de aborto, e como Mulheres em Demark TEM igual Acesso a Serviços de Saúde, sem Custo Nenhum out-of-pocket. Consideramos estas Variáveis ​​Improvável Que seja Fatores de Confusão em Nossa Análise. 16

Nosso Estudo de coorte nacional fornece Evidências de Que o aborto médico E Pelo Menos Tão seguro Quanto o aborto Cirúrgico não Que Diz Respeito AOS Riscos de Gravidez ectópica, aborto espontâneo, Baixo peso Ao nascer e parto prematuro na Primeira Gravidez subseqüente.

Nenhum potencial Conflito de Interesse Relevante parágrafo this article foi relatado.

Informações fonte

Referências

Creinin MD. regimes de aborto médico: contexto histórico e Visão Geral. Am J Obstet Gynecol 2000; 183: Supl 2: S3-S9
CrossRef | Medline

Jones RK. Henshaw SK. Mifepristone PARA O aborto precoce médico: Experiências em França, Grã-Bretanha e Suécia. Perspect Sex Reprod Saúde 2002; 34: 154-161
CrossRef | Web of Science | Medline

Grimes DA. Riscos de aborto mifepristone não contexto. Contraception 2005; 71: 161-161
CrossRef | Web of Science | Medline

Atrash HK. Hogue CJ. O Efeito da interrupção da Gravidez na futura Reprodução. Baillieres Clin Obstet Gynaecol, 1990; 4: 391-405
CrossRef | Web of Science | Medline

Kruse B. Poppema S. Creinin MD. Paul M. Gestão de Efeitos colaterais e Complicações no aborto médico. Am J Obstet Gynecol 2000; 183: Suppl 2: S65-S75
CrossRef | Medline

Como Tendências Atuais Gravidez ectópica – Estados Unidos, 1990-1992. Atlanta: Centros de Controle e Prevenção de janeiro 1995 de Doenças.

Bouyer J. Coste Shojaei J. T. et ai. Fatores de risco para á Gravidez ectópica: Uma Análise abrangente baseada em hum grande Caso-Controle, Estudo de Base populacional em França. Am J Epidemiol 2003; 157: 185-194
CrossRef | Web of Science | Medline

Knudsen UB. aborto Trimestre Pela Primeira vez com mifepristone e misoprostol vaginal. Contraception 2001; 63: 247-250
CrossRef | Web of Science | Medline

Christensen K. Schmidt MM. Vaeth M. Olsen J. ausencia de hum Efeito Ambiental Sobre a recorrência de Defeitos faciais-fissurados. N Engl J Med 1995; 333: 161-164
Texto completo grátis | Web of Science | Medline

Olsen J. Melbye M. Olsen SF. et ai. A coorte de nascimento Nacional Dinamarquesa – o Seu Fundo, Estrutura e Objetivo. Scand J Public Health 2001; 29: 300-307
CrossRef | Web of Science | Medline

Força-Tarefa Organização Mundial da Saúde Sobre o pós-ovulatórias Métodos de Regulação da Fertilidade. O aborto médico em Uma Gestação de 57 a dose Uma com 63 dias Mais baixa de mifepristone e gemeprost: um Estudo Controlado randomizado. Acta Obstet Gynecol Scand 2001; 80: 447-451
CrossRef | Web of Science | Medline

Chow WH. Daling JR. Cates W Jr. Greenberg RS. Epidemiologia da Gravidez ectópica. Epidemiol Rev 1987; 9: 70-94
Web of Science | Medline

Rothman KJ, Greenland S. epidemiologia moderna. 2nd ed. Philadelphia: Lippincott-Raven, 1998: 59-62.

Mandelson MT. Maden CB. Daling JR. Baixo peso Ao nascer em relaçao a Vários abortos induzidos. Am J Public Health 1992; 82: 391-394
CrossRef | Web of Science | Medline

Atrash HK. Strauss LT. Kendrick JS. Skjeldestad FE. Ahn YW. A Relação Entre o aborto induzido e Gravidez ectópica. Obstet Gynecol 1997; 89: 512-518
CrossRef | Web of Science | Medline

CC Kalandidi A. Doulgerakis M. Tzonou A. Hsieh. Aravandinos D. Trichopoulos D. abortos induzidos, Práticas anticoncepcionais e o fumo de tabaco Como Fatores de risco Para a Gravidez ectópica em Atenas, Grécia. Br J Obstet Gynaecol 1991; 98: 207-213
CrossRef | Medline

Infante-Rivard C. Gauthier R. induzido o aborto Como hum Fator de Risco Para uma Perda fetal subseqüente. Epidemiology 1996; 7: 540-542
CrossRef | Web of Science | Medline

Parazzini F. Chatenoud L. Tozzi L. Di Cintio E. Benzi G. Fedele L. induzido o aborto não Primeiro Trimestre da Gravidez e Risco de aborto. Br J Obstet Gynaecol 1998; 105: 418-421
CrossRef | Medline

Zhou W. Olsen J. Nielsen GL. Sabroe S. Risco de aborto espontâneo apos aborto induzido É Só aumentou com o Curto Intervalo interpartal. J Obstet Gynaecol, 2000; 20: 49-54
CrossRef | Medline

Che Y. Zhou W. Gao E. Olsen J. induzido o aborto e prematuridade em Uma Gravidez subseqüente: um Estudo a Partir de Xangai. J Obstet Gynaecol 2001; 21: 270-273
CrossRef | Medline

Skjeldestad FE. Atrash HK. Avaliação do aborto induzido Como hum Fator de Risco para á Gravidez ectópica: um Estudo de Caso-Controle. Acta Obstet Gynecol Scand, 1997; 76: 151-158
CrossRef | Web of Science | Medline

Parazzini F. Ferraroni M. Tozzi L. Ricci E. Mezzopane R. La Vecchia C. abortos induzidos e Risco de Gravidez ectópica. Reprod Hum 1995; 10: 1.841-1.844
Web of Science | Medline

Tharaux-Deneux C. Bouyer J. Job-Spira N. Coste J. Spira A. Risco de Gravidez ectópica e aborto induzido anterior. Am J Public Health 1998; 88: 401-405
CrossRef | Web of Science | Medline

Zhou W. Sorensen HT. Olsen J. aborto induzido e subsequente Duração da Gravidez. Obstet Gynecol 1999; 94: 948-953
CrossRef | Web of Science | Medline

Zhou W. Sorensen HT. Olsen J. induzido o aborto e Baixo peso Ao nascer da Seguinte Gravidez. Int J Epidemiol 2000; 29: 100-106
CrossRef | Web of Science | Medline

Sun Y. Che Y. Gao E. Olsen J. Zhou W. induzido o aborto e Risco de aborto subsequente. Int J Epidemiol 2003; 32: 449-454
CrossRef | Web of Science | Medline

Stenchever MA, Droegemueller W, Herbst A, ginecologia Mishell DR Jr. abrangente. ed 4a. St. Louis: Mosby, 2001: 413-78.

Newhall EP. Winikoff B. Aborto com mifepristone e misoprostol: regimes, eficacia, aceitabilidade e Direções Futuras. Am J Obstet Gynecol 2000; 183: Supl 2: S44-S53
CrossRef | Medline

Artigos citando

Médio Oriente Fertility Society Journal
CrossRef

Maryam Kashanian, Hamid Reza Baradaran, Seyede Somayeh Mousavi, Narges Sheikhansari, Foroozan BararPour. Fatores (2016) de Risco na Gravidez ectópica e Diferenças entre Adultos e adolescentes, E consangüinidade Importante. Jornal de Obstetrícia e Ginecologia. 1-5
CrossRef

Dustin Costescu, Édith Guilbert, Jeanne Bernardin, Amanda Preto, Sheila Dunn, Brian Fitzsimmons, Wendy V. Norman, Helen Pymar, Judith Logo, Konia Trouton, Marie-Soleil Wagner, Ellen Wiebe, Karen Ouro, Marie-Ève ​​Murray, Beverly Winikoff, Matthew Reeves. (2016) avortement médica. Journal of Obstetrícia e Ginecologia Canadá38 : 4, 390-420
CrossRef

Dustin Costescu, Edith Guilbert, Jeanne Bernardin, Amanda Preto, Sheila Dunn, Brian Fitzsimmons, Wendy V. Norman, Helen Pymar, Judith Logo, Konia Trouton, Marie-Soleil Wagner, Ellen Wiebe, Karen Ouro, Marie-Ève ​​Murray, Beverly Winikoff, Matthew Reeves. (2016) Medical Aborto. Journal of Obstetrícia e Ginecologia Canadá38 : 4, 366-389
CrossRef

Contracepção
CrossRef

Obstetrícia & Ginecologia113. 845-852
CrossRef

mensagens Relacionados

  • Medical Versus aborto Cirúrgico, custo do aborto médico.

    Razões Para Escolher uma sucção curetagem (Cirúrgica) Aborto Ela Exige Menos Escritório visita O Procedimento lev hum Curto Espaço de tempo, e Mais Eficaz fazer that o aborto médico (Menos Risco de um …

  • O aborto médico e Outros não …

    O aborto médico: O Que É? Medical Aborto em relaçao Ao aborto POR Aspiração Procedimento Médico e Um dos Dois Métodos de ABORTO Não-Surgical. Outro Método de aborto Não-Cirúrgico E um …

  • O aborto médico, Procedimento pílulas do aborto médico.

    Definição O aborto médico e Um Procedimento that utiliza Medicamentos Para interromper a Gravidez. Um aborto médico E Iniciado tanto em hum Consultorio Médico UO em Casa com visitas de Acompanhamento Ao Seu médico. Isto É …

  • O aborto médico POR Pill – quedas …

    O aborto médico (abortiva pilula) E MUITO seguro. Milhões de Mulheres TEM Utilizado este Método com Segurança POR Mais de 25 anos. Um aborto médico e Outro Método seguro e Eficaz parágrafo aborto precoce ….

  • Como ter o aborto natural,

    Como Mulheres Que tiveram hum aborto induzido Menos de Um Ano Antes da Gravidez experimentou hum 97% Maior Risco de Ansiedade não Primeiro Trimestre e 64% Maior Risco de Depressão sem Segundo …

  • Médicos Aborto Clínicas em Nashville …

    Mulheres do Alabama Centro 1. A Esperança Clinic for Women 1810 Hayes St, Nashville, TN 1.08 mi Aborto Alternativas, Organizações de Serviço Social, Clínicas, Gravidez Information Services, médico …